Últimas Notícias

O dia em que o Vasco estampou o SBT em sua camisa

Desde o início, o Campeonato Brasileiro de 2000 foi polêmico, a começar pela sua organização - o torneio foi promovido pelo Clube dos 13, ao invés da Confederação Brasileira de Futebol, impedida judicialmente de organizar a competição.

Por tal, os critérios de acesso e descenso não foram aplicados, de modo a gerar o maior Brasileirão de todos os tempos, com 116 equipes, divididas em quatro módulos na primeira fase.

Entretanto, a final ainda guardava um episódio peculiar - o campeão daquela edição, Vasco da Gama, estampou o logo do SBT na ocasião. 


Comandado pelo atacante Romário, o clube carioca, até então tricampeão brasileiro, chegava a mais uma final de Campeonato Brasileiro para encarar o jovem azarão São Caetano, fundado em 1989 e que eliminara clubes como Fluminense, Palmeiras e Grêmio. 

A partida de ida da decisão, realizada no dia 27 de novembro de 2000 no Palestra Itália, com mando da equipe paulista, terminou empatada em 1x1 - resultado que deixava a definição para a partida do dia 30 de dezembro de 2000, no Estádio de São Januário.

O jogo de volta parecia tranquilo, até que um acontecimento desencadeou toda essa história.


Após o craque Romário sair do jogo devido a uma lesão, os torcedores, agitados, começaram um tumulto, que culminou na queda do alambrado e 168 feridos.

Depois do governador do estado do Rio de Janeiro, Anthony Garotinho, cancelar a partida, o presidente do Vasco, Eurico Miranda, chamou Garotinho de "frouxo" e "incompetente", além de pedir que o título fosse atribuído ao cruz-maltino pelo gol fora de casa - vale ressaltar que, após a paralisação, o jogo estava 0x0.

Após a tragédia, começaram os resgates. Em matéria da Rede Globo, são apresentadas imagens de Eurico pedindo a retirada de torcedores do gramado, dando a entender que o mandatário queria que o jogo fosse retomado.


Porém, transmissões ao vivo contrariam a reportagem, evidenciando que a prioridade do presidente era prestar socorro aos envolvidos.

Revoltado com a emissora, Eurico preparou uma "vingança". A partida fora remarcada para o dia 18 de janeiro de 2001, no Maracanã, data em que o patrocínio com a marca de sabão em pó Ace já havia se encerrado.

O presidente, então, aproveitou para estampar a emissora SBT, rival da Globo, em seus uniformes, mesmo que de maneira gratuita, apenas para provocar seu desafeto.


“Tendo sido caluniado, quis o Vasco homenagear quem não o caluniou. Tendo sido vítima de uma odiosa campanha de perseguição, a partir da desinformação e até mesmo da edição de imagens, quis o Vasco homenagear quem dá à opinião pública a verdade dos fatos para que ela os julgue” - escreveu Miranda à SBT. 

A sensação de perseguição atingiu a todos. Jogadores entraram com o espírito de "contra tudo e contra todos"e a torcida proferiu gritos contra a Globo, além de músicas do Sílvio Santos.

Embalado, o Vasco venceu por 3x1 e conquistou seu quarto título da competição. Após a conquista, o SBT teve acesso exclusivo ao vestiário e a camisa, por sua vez, se tornou um dos mais icônicos e desejados do futebol nacional.


Clique no link para você encontrar uma lista completa com diversos cupons e ofertas com descontos em artigos esportivos.

https://goo.gl/GbDxHF

A Classic Football Shirts possui o maior acervo de camisas originais de futebol ( clubes e seleções ). A loja faz entregas no mundo inteiro.

https://goo.gl/GbDxHF

Diversos livros sobre camisas de clubes nacionais, internacionais, seleções, Copas do Mundo e tudo que for relacionado com futebol.

http://bit.ly/showlivros

Nenhum comentário:

Postar um comentário


A Classic Football Shirts possui a maior coleção de camisas internacionais de futebol. A loja faz entregas no mundo inteiro.


Show de Camisas Desenvolvido por Show de Camisas Todos os Direitos Reservados

Site Show de Camisas - www.showdecamisas.com.br - Todos Direitos Reservados. Tecnologia do Blogger.