Últimas Notícias

A complicada missão de encontrar o distintivo no uniforme

Os primeiros patrocínios nos uniformes brasileiros surgiram na década de 1980. Não foi fácil vencer a barreira cultural. Foi uma mancha no manto sagrado. O que hoje parece normal, naqueles tempos foi algo bastante controverso. E olhe que era apenas um patrocinador, na parte frontal da camisa.

Em seguida, uma época na qual grandes empresas conseguiam domar o mercado do futebol nacional, como em 1987, por exemplo, com a Coca-Cola estampando a sua marca em quase todos times do módulo verde do Campeonato Brasileiro.

A partir dos anos 90, o patrocinador ganhou um espaço gigantesco no orçamento dos clubes. Em vários casos, superior à bilheteria com as partidas. Nos últimos anos, o patrocínio na parte frontal da camisa ganhou concorrentes. Nas costas, na manga, no peito, embaixo do próprio patrocinador-master e até nas axilas.


Segundo as normas orgânicas da CBF, o espaço máximo para uma marca é de 525 centímetros quadrados, com até 35 centímetros de extensão.

E assim vivemos a era do abadá no Brasil. Não importa a divisão. Do Ypiranga ao Corinthians, que deverá ter um faturamento de R$ 300 milhões nesta temporada. Não por acaso chegou o dia em que o jogador quase não achou o escudo. Realmente, está ficando difícil. Que o diga o jogador Paulo Victor do CRB.

Clique no link para você encontrar uma lista completa com diversos cupons e ofertas com descontos em artigos esportivos.

https://goo.gl/GbDxHF

A Classic Football Shirts possui o maior acervo de camisas originais de futebol ( clubes e seleções ). A loja faz entregas no mundo inteiro.

https://goo.gl/GbDxHF

Nenhum comentário:

Postar um comentário


A Classic Football Shirts possui a maior coleção de camisas internacionais de futebol. A loja faz entregas no mundo inteiro.


Show de Camisas Desenvolvido por Show de Camisas Todos os Direitos Reservados

Site Show de Camisas - www.showdecamisas.com.br - Todos Direitos Reservados. Tecnologia do Blogger.