Últimas Notícias

A voz do colecionador: Clara Paiva Rafael

A seção "Voz do Colecionador" exibe periodicamente entrevistas com diversos colecionadores, que contam um pouco sobre como iniciaram este hobby, as suas experiências e as raridades em possuem em seus acervos.

Qual seu nome completo, onde mora e qual seu time de coração?
Clara Paiva Rafael, São Paulo (capital), Palmeiras.


Conte-nos um pouco como surgiu sua paixão por camisas e quando você começou a colecionar.
Sempre fui de guardar as camisas que eu ganhava, comprava ou achava perdida no guarda roupa do meu pai, que foi a pessoa que mais despertou o amor pelo Palmeiras em mim desde criança. Ganhei minha primeira camisa oficial em 2006, com 10 anos. Foi onde tudo começou. A coleção começou a ganhar corpo em 2013, mais ou menos, quando um colecionador me procurou para trocar uma camisa que eu ganhei por uma outra camisa que eu queria muito (com o patrocínio do Allianz Parque, na foto). Nisso, passei a acompanhar grupos de colecionadores e buscar a história das camisas... Quando me dei conta, estava com o armário lotado e almejando sempre mais.


Você teve incentivo de alguém ou começou a colecionar por conta própria?
Fui incentivada pelo fato descrito acima (sobre a troca de camisas). Ate então, não tinha contato com esse comércio de camisas antigas e da possibilidade de obte-las mesmo depois de mais de uma década. Desde então, a coleção cresceu por conta própria. Posso dizer que 99% dos meus amigos e familiares nunca entenderam o sentido da coleção, muito menos a diferenciação de peças por patch, gola, numeração e etc.


Qual foi a sua primeira camisa de futebol?
Minha primeira camisa foi a do Palmeiras (2006).


Atualmente, quantas camisas você tem em seu acervo e qual o foco de sua coleção?
Minha coleção é um pouco atípica na questão de foco. Gosto de colecionar as camisetas da linha casual, retrôs, camisas de goleiro, jogo (linha), treino, comemorativas, agasalhos, jaquetas, parkas... Contando todos esses itens, tenho 207.


Você tem alguma camisa que considera especial? Qual a maior relíquia em sua coleção?
Sem exceção, todos os itens da minha coleção são especiais ao seu modo. Sejam pela marca deixada na história da Sociedade Esportiva Palmeiras, pelo presente, pela negociação, pela beleza, fornecedor esportivo... Cada uma carrega um significado pessoal para mim. Entre todas, destaco duas. (fotos). Na 1ª foto, a terceira camisa de 1996. A única camisa remanescente da juventude do meu pai. Suas poucas camisas foram doadas ao longo da vida, restando somente essa para mim. Sendo assim, é uma das mais queridas no armário. Na 2ª foto, uma das camisas de maior valor sentimental. Fui presenteada pelo avô de uma amiga na época de escola. Seu estado de conservação e símbolo com as "bolinhas" no lugar das estrelas me despertou curiosidade e consultei o amigo Mariano Barrella, referência para todos quando se trata da história do Palmeiras. Ele me explicou que a Penalty fazia camisas de todos os clubes - modelo torcedor - uma vez que os produtos não eram licenciados e camisas oficiais não eram comercializadas. Concluímos juntos que pertence a década de 70, sem precisão do ano. Dessa forma, simboliza a minha peça mais antiga na coleção e de um valor sentimental imenso.



Qual camisa foi a mais difícil de conseguir?
Acredito que a camisa mais difícil de conseguir foi a de goleiro de 1993. Sempre que vi à venda estava por um preço fora da realidade ou em um estado de conservação ruim. Acabei conseguindo numa troca com um amigo que fiz nas redes sociais, e é uma das mais queridas da coleção.


Qual camisa considera a mais bonita de sua coleção?
A camisa branca de 1997 é a minha preferida. Gosto tanto que tenho 2 peças iguais.


Qual camisa ainda não esta em seu acervo e que deseja conseguir?
Não tenho modelos originais com o patrocínio da Coca Cola e Agip. Acredito que sejam as maiores raridades de grande parte dos colecionadores, tendo muita dificuldade para achar peças conservadas e acessíveis.



Qual seu conselho a quem esta começando agora?
Meu conselho para quem está começando é que jamais deixe de valorizar uma camisa. Seja ela de um vexame histórico ou do pior jogador da história. O respeito com o símbolo sobre o peito deve prevalecer em todas as ocasiões. Confesso que só passei a ter essa visão depois de colecionar... Eu era daquelas pessoas que colocava a camisa de um jogador X no fundo da gaveta e nem olhava mais.

Deixe seu comentário final a todos que estão lendo esta matéria?
Colecionar camisas do meu clube de coração é uma das coisas mais prazerosas que faço. Já fiz todo tipo de loucura para comprar, mas vale muito a pena quando se tem a sensação de ter um pedaço da história em forma de tecido.


A Classic Football Shirts possui a maior coleção de camisas internacionais de futebol. Entregas no mundo todo.

https://goo.gl/GbDxHF

Um comentário:

  1. Sou colecionador tmb, tenho várias do Palmeiras,tenho umas para venda ou troca ...se quiser pode me chamar no zap 71 98811 7754

    ResponderExcluir

Show de Camisas Desenvolvido por Show de Camisas Todos os Direitos Reservados

Site Show de Camisas - www.showdecamisas.com.br - Todos Direitos Reservados. Tecnologia do Blogger.